Empreendedorismo por Necessidade x Oportunidade: Veja as Diferenças

Neste artigo vamos falar sobre as diferenças entre empreendedorismo por necessidade e empreendedorismo por oportunidade. Leio-o até o final para que possa compreender melhor e assim, tomar uma decisão mais acertada na hora de empreender.

Empreender sempre foi sinônimo de algo positivo. Quando alguém em nosso círculo social diz que é empreendedor, a primeira reação que temos é que a pessoa está se dando bem, mesmo que essa não seja de fato a realidade.

Acontece que no Brasil o índice de empreendedores aumentam cada vez mais a cada ano. Em 2019, os dados do Governo Federal apontaram para cerca de 1 milhão e meio de microempreendedores em todo país. Já em 2020, esse número foi potencializado pela crise do Coronavírus.

Segundo dados do GEM (Monitoramento de Empreendedorismo Global), até junho de 2020 mais de 320 mil pessoas formalizaram um empreendimento no Brasil. A crise de saúde pública aliada a crise política que acometeu o país, gerou demissões em massa e um aumento proporcional ao número de pessoas que passaram a empreender um negócio, mesmo que pequeno, para sobreviver.

E é nesse sentido que entra um importante questionamento: quantos desses microempreendimentos conseguem avançar pós crise econômica? Para entendermos isso é necessário sabermos a diferença dos dois tipos de empreendedorismo existentes: por necessidade e o por oportunidade.

Empreendedorismo por necessidade

Empreendedorismo por Necessidade

O empreendedorismo por necessidade, pode ser entendido como aquele em que uma pessoa inicia por falta de oportunidades.

Geralmente realizado por pessoas que estão desempregadas. Podemos observar que em períodos de crise, cresce o número de pequenas empresas em relação à outras épocas.

Além disso, esse modelo é realizado, em sua maioria, por um grupo de pessoas que não possuem qualificações profissionais. Por isso, o empreendedorismo pode ser visto com a única maneira de sobrevivência para muitas famílias.

Por exemplo, digamos que uma pessoa seja secretária em uma clínica odontológica e que foi demitida pela crise econômica do país. Mas, essa pessoa também sabe cozinhar, a partir disso, ela passa a fazer doces e salgados para festas, para servir de renda enquanto ela ainda encontra um emprego fixo.

Diante disso, o empreendedorismo de necessidade não possui estrutura para crescimento e nem para grandes investimentos.

Ele é eficaz, mas apenas para o básico, dificilmente você encontrará pessoas que empreenderam por necessidade e já faturaram muito nos primeiros meses.

Empreendedorismo por oportunidade

Empreendedorismo por Oportunidade

Já o empreendedorismo de oportunidade, é entendido como aqueles em que os negócios são planejados e criados em cima de uma oportunidade, ou seja, de um objetivo.

Nesse modelo, já podemos encontrar negócios mais sólidos e com grandes potenciais para crescimento. O aumento desse modelo deve ser interpretado com um sinal positivo para a economia do país.

Ao contrário do anterior, esse é desenvolvido, em sua maioria, por pessoas que possuem alguma qualificação profissional, ou que possuem experiência na área.

Contudo, podemos afirmar que empreender por oportunidade é o modelo ideal para quem procura ter independência financeira e estabilidade a longo prazo.

Da necessidade para a oportunidade

Apesar de uma modalidade ser mais estável que a outra, nada impede de um empreendedor por necessidade migre para a oportunidade.

Para entender melhor, vamos colocar uma situação hipotética. Você é um consultor de seguros de vida e de convênios odontológicos, porém, por conta de uma crise econômica, acabou sendo demitido.

Diante dessa situação, é preciso criar uma alternativa rápida. Você tenta de todas as formas se recolocar no mercado, mas parece estar cada vez mais difícil.

Mas, você percebe que ainda tem todos os contatos e formas de continuar trabalhando com consultoria, por saber localizar as pessoas que procuram por plano odontológico pessoa física ou plano odontológico empresarial preços, por exemplo.

Com isso, você resolve unir o útil ao agradável e une seus conhecimentos adquiridos na área, com a sua necessidade de buscar renda neste período em que está desempregado. Assim, você abre uma empresa de consultoria de planos de saúde, convênio dentista e seguros de vida.

Desta forma, é muito mais garantido que empreender neste caso possui mais potencial de crescimento e desenvolvimento.

Empreendimentos que geram estabilidades

Se você chegou até aqui neste artigo, você já consegue saber um pouco da resposta do nosso questionamento anterior: quantos desses microempreendimentos conseguem avançar pós crise econômica?

Quando se empreende por necessidade, é difícil se manter no mundo dos negócios por muito tempo. Isso ocorre, porque, como explicado anteriormente, a necessidade de gerar renda rápida impede que a pessoa empreenda com o planejamento necessário para ser duradouro.

Já os empreendimentos que surgem por oportunidades, possuem, de modo geral, planejamentos tanto financeiros quanto comerciais. Na maioria das vezes, esses negócios já tem um manual ou plano de gestão de crises e conseguem se sobressair por muito mais tempo.
Um país de empreendedores!

Podemos ver diariamente que o povo brasileiro tem em suas características a criatividade e a vontade de inovar. Por isso, ele é considerado um país de empreendedores.

No entanto, é importante nos atentarmos e conscientizarmos a população para que possamos viver em um país com mais empreendimentos por oportunidade, do que o contrário. Pois, dessa maneira podemos saber que existem inúmeros negócios saudáveis e em crescimento.

Se ao ler esse conteúdo, você percebeu que está empreendendo por necessidade, não se preocupe. Apenas se atente para não se acomodar e se qualifique o quanto antes.

Caso tenha interesse em seguir com o seu negócio, procure investir em você mesmo. Estude e encontre maneiras de melhorar o produto ou serviço que está sendo ofertado.

Além disso, invista em uma boa divulgação e organização financeira. Sabemos que no início tudo isso pode ser confuso e até um pouco assustador. Mas, não tenha medo, não é “um bicho de sete cabeças”.

Capacite-se e invista em seu negócio!

Conteúdo produzido por Ana Laura Ferreira, redatora da Ideal Odonto.

Aprenda Como Criar Um Site Profissional Para Turbinar Suas Vendas Online. Pegue Seu Acesso!  

Helio Aragão

Empreendedor digital, graduado em Processos Gerenciais, grande entusiasta do empreendedorismo e do marketing digital e suas tecnologias.

Website: https://empreendedoresclarecido.com.br/

Deixe um comentário